IGATS – INSTITUTO DE GESTÃO ADMINISTRAÇÃO E TREINAMENTO

TODAS AS NOTÍCIAS
QUALIFICADO PARA EDUCAÇÃO CONFORME DECRETO MUNICIPAL Nº 24.117 de 02/10/2018

IMPORTANTE LER ATÉ O FINAL, APESAR DE LONGO!
NESTE TEXTO IRÃO APARECER “FALAS” DO VEREADOR CRESPO DENUNCIANDO O INSTITUTO MORIAH, QUE AGORA ELE HABILITOU; TRANSCRIÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL E CONTRATOS ASSINADOS PELO GOVERNO CRESPO E MUITO MAIS!
O Sindicato dos Servidores objetivando maior transparência no processo de escolha das Organizações Sociais, se isso ocorrer, e colaborando com os servidores municipais de carreira que irão se responsabilizar pela escolha da OS vencedora, que poderá administrar a partir de 2019 algumas creches da Rede Municipal de Sorocaba, publica algumas informações importantes para o referido processo a partir de provas documentais, e visitas aos endereços citados nos documentos da Receita Federal. O SSPMS não tem como objetivo julgar a idoneidade que cada OS, apenas divulgar as informações obtidas de forma a esclarecer o processo.
O INSTITUTO IGATS foi qualificado como Organização Social pelo prefeito José Crespo para administrar as creches municipais (Educação). IGATS tem registro na Receita Federal sob CNPJ nº 12.043.445/0001-38, e está domiciliado na rua Guilhermina Gonçalves, 500 – Bairro Rio de Una de Baixo – Ibiúna-SP. Cujo presidente é o senhor REGINALDO DE OLIVEIRA GIRAUD. A atividade econômica principal do IGATS é: “Atividade de apoio à gestão de saúde. ” Como atividade econômica secundária é “Atividade de atendimento em pronto-socorro e unidades hospitalares para atendimento a urgências. ” Portanto, não existe nas atividades do IGATS, a autorização para atuar na área da Educação. O IGATS não está localizado no endereço registrado na Receita Federal. No endereço em Ibiúna-SP, funciona a empresa XR Eventos (Xico Carpa) – CNPJ 04.250.843/0001-05, cujo proprietário é o senhor Rafael Parmigiano. Em visita ao endereço, foi informado que ali nunca existiu o IGATS, e sempre funcionou como pesqueiro, porém, há cerca de quatros anos o lago não é utilizado mais como pesqueiro, tornando-se um local para eventos festivos e criação, venda e exposição de carpas coloridas. Há no local uma grande estrutura física com quartos com suítes e locais para eventos.
O IGATS não possui site nem página de Facebook, e também não possui nenhum contrato assinado como Organização Social, sobretudo, na área da Educação. O presidente do IGATS, o senhor REGINALDO DE OLIVEIRA GIRAUD é diretor no INSTITUTO MORIAH – CNPJ 09.627.870/0001-60, situado na Rua Rodrigues Pacheco, 62 – Sorocaba-SP junto com o senhor LEONARD ANACLETO ROSA (presidente) e o senhor JOSUÉ ANDRADE DE GODOI (diretor-presidente). O INSTITUTO MORIAH foi qualificado pela Prefeitura Municipal de Sorocaba e participa do processo de seleção de Organizações Sociais para administração das UPHs (Zona Norte e Oeste). O MURIAH está envolvido em várias denúncias graves em Sorocaba e Votorantim relacionadas ao não cumprimento de contratos, além de possuir dívidas trabalhistas com ex-funcionários do Hospital Vera Cruz e com 15 casas terapêuticas de Sorocaba.
O MORIAH cuja diretoria é formada pelo o presidente do IGATS, que é habilitada em Sorocaba para administrar as creches municipais em 2019, e pelos senhores LEONARD ANACLETO ROSA e JOSUÉ ANDRADE DE GODOI foi citado como “laranja” da quadrilha do PAÇO pelo então vereador José Crespo, em sessão da Câmara em 2014 (Jornal Cruzeiro do Sul na edição do dia 17/10/2014). No caso da secretaria da Saúde, Crespo, a partir de informações que recebeu em seu gabinete, disse que o “problema do (INSTITUTO) MORIAH é que eles são “laranja” e participaram, atuaram como laranja de uma quadrilha instalada na secretaria Municipal de Saúde” e continuou, referindo-se ao MORIAH: “Aceitaram ordens superiores, mas percebendo irregularidades e até crimes que estariam sendo cometidos, eles começaram a se municiar de documentos, eles têm um dossiê muito bom que poderá ser apresentado a qualquer momento”. E acrescentou: “Nós vamos até o fim, doa a quem doer”. Há alguns dias atrás o Governo Crespo recebeu os envelopes para a terceirização da saúde de Sorocaba, inclusive envelope com a proposta do INSTITUTO MORIAH.
O Senhor LEONARD ANACLETO ROSA, que é diretor do INSTITUTO MORIAH, junto com o presidente da IGATS, o Senhor REGINALDO OLIVEIRA GIRAUD e JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, foi citado na transcrição da Polícia Federal no caso da merenda em nosso município em 2018, onde a Polícia transcreve uma sequência de ligações que permitem à conclusão do evento criminoso em epígrafe (evento da merenda). Segue o relatório da PF “Tratam-se de indícios de que Eládio, famoso lobista que auxilia diversas associações criminosas, está empenhado em apresentar empresários ao candidato eleito em Sorocaba, José Caldini Crespo, em busca de intermediar o oferecimento de vantagens ilícitas dos empresários a esse agente político, mediante a promessa de futuras contratações com o Poder Público. ”
Segue um trecho do diálogo com Eládio, onde LEONARD ANACLETO ROSA é citado. “Eládio conversa provavelmente com seu irmão Elias, sobre influência em Sorocaba. O possível irmão de Eládio diz que ajudou LEONARD, o responsável pela campanha do Crespo, portanto, agora estariam dentro da Prefeitura. O suposto irmão diz que Crespo quer terceirizar tudo, descentralizar, e Eládio se empolga em levar empresas para a região. Segue o diálogo via telefone entre Eládio e o seu suposto irmão chamado de H que diz: “O cara do Crespo, consegue arrumar alguma coisa para ele lá. Agora vou cobrar. Eládio pergunta: “Quem é o cara do Crespo?” E H responde:” Sabe aquele cara do laboratório, aquele careca que você conheceu, o dono do São Francisco e do Moriah”. Eládio responde: “Eu não lembro, eu conheci ele”? e H responde: “Conheceu, eu apresentei ele sobre terceirização de médico, de laboratório. O dono do Moriah. Leonard. Leonard. O cara acho que ligou para você, pedindo uma ajuda para o Crespo. O Cara foi responsável pela campanha do Crespo[...] [...] Eládio pergunta ao H: “E esse Leonard, vai ser alguma coisa lá dentro? E H responde: “Leonard é o seguinte, ele vai colocar os laboratórios dele lá, fazer exame, e vai tentar pegar algum, aquele hospital lá da Cruz, Santa Casa. Ele fazia já Santa Casa. Agora eu vou falar para você, a cabeça do Crespo é terceirizar tudo. Inclusive ele está sempre procurando parceiro. Leonard já falou que ele não tem condição de pegar tudo.
LEONARD ANACLETO ROSA, sócio do dono da IGATS, é também sócio proprietário com o senhor JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, além do INSTITUTO MORIAH, do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA – CNPJ 09.546.296/0001-15 (matriz). Possui três filiais desse Laboratório. Sendo uma em Capivari-SP, porém, em visita no local está estabelecido nesse endereço uma Clínica Veterinária de outro dono. A segunda filial do Laboratório São Francisco é em Sorocaba, na rua Rodrigues Pacheco, 62 mesmo endereço do INSTITUTO MORIAH, porém, em visita ao local nesse endereço está estabelecida somente a Clínica SAÚDE DA FAMÍLIA LTDA. A terceira e última filial tem o endereço na rua Antônio Betoni, 60, em Votorantim, cujo local funciona apenas o INSTITUTO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA ALVES MULLER LTDA. Isto é, nos locais registrados na Receita Federal não foi encontrado o LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO.
Conforme dados da Receita Federal há três empresas num mesmo local, isto é, na rua Rodrigues Pacheco, 62, são elas: INSTITUTO MORIAH, LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA LTDA e CLÍNICA SAÚDE DA FAMILIA LTDA, sendo apenas a última em funcionamento no endereço citado. A CLÍNICA SAÚDE DA FAMÍLIA LTDA – CNPJ nº 09.045.117/0001-66, situada na rua Rodrigues Pacheco, 62, tem como proprietárias , de acordo com a Receita Federal, as senhoras Silvia de Oliveira Oco e Daniela Pereira da Silva. No site www.consultasocio.com aparece como sócia proprietária da CLÍNICA, a senhora KELLY CRISTINA MARIA DE GODOI, esposa de JOSUE ANDRADE DE GODOI, sócio do LEONARD, que é sócio do REGINALDO GIRAUD, que é presidente do IGATS, que está na disputa pela administração das creches em Sorocaba. O documento da Vigilância Sanitária da CLÍNICA DA FAMÍLIA aparece como responsável técnica, a senhora KELLY CRISTINA MARIA DE GODOI, que é biomédica. Porém, há um segundo documento da Vigilância Sanitária com mesma data de vencimento (fevereiro/2019), em que a responsável técnica pela CLÍNICA DA FAMÍLIA, é CAMILA MANDARO DE OLIVEIRA – médica.
Em visita a CLÍNICA SAÚDE DA FAMÍLIA, na rua rodrigues Pacheco, 62 foi dada a informação que o INSTITUTO MORIAH estaria funcionando em Votorantim na rua João Walter, 181. Nesse endereço está estabelecido três empresas: SANTA CASA DE VOTORANTIM, o INSTITUTO MORIAH, que administra a SANTA CASA e PLURIMAGEM MEDICINA DIAGNÓSTICA, com o CNPJ nº 22.904.827/0001-62, cuja data de abertura é 22/07/2015, e seu endereço cadastrado na Receita Federal é rua do Zico, 39 quadras 89 | lotes 18 | Jd. Santa Rosália | Sorocaba-SP. São sócios proprietários da PLURIMAGEM, o advogado, o Dr. CRISTIANO ROBERTO GUANDALINI, e a Sra. JULIANA ANDRADE DE GODOI, irmã de JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, que é sócio no INSTITUTO MORIAH, com LEONARD ANACLETO ROSA (citado pela PF como responsável pela campanha eleitoral de José Crespo), e REGINALDO GIRAUD, presidente do IGATS, que está inscrito para terceirizar as creches de Sorocaba. A PLURIMAGEM possui uma filial em Votorantim – CNPJ 22.904.827/0002-43, localizada na rua João Valter, 181 – Centro – Votorantim-SP, isto é, no mesmo endereço da SANTA CASA DE VOTORANTIM.
JULIANA ANDRADE DE GODOI irmã do sócio (JOSUÉ) do INSTITUTO MORIAH, é funcionária do INSTITUTO MORIAH, no cargo de professora de Artes Plásticas e Arte Terapeuta. O sócio de JULIANA ANDRADE DE GODOI na empresa PLURIMAGEM é o Dr. CRISTIANO ROBERTO GUANDALINI, que também é advogado do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA, cujo laboratório é de propriedade de LEONARD ANACLETO ROSA e JOSUÉ ANDRADE DE GODOI. A PLURIMAGEM, em outubro deste ano recebeu a visita do SINTTARESP – Sindicato dos Tecnólogos, Técnicos e Auxiliar em Radiologia e foi notificada por várias irregularidades, sendo que o pagamento deste mês (novembro/2018) dos funcionários da PLURIMAGEM teve atraso e foi pago em duas parcelas.
A PLURIMAGEM MEDICINA DIAGNÓSTICA LTDA, é de propriedade de dois sócios, uma é a senhora JULIANA ANDRADE DE GODOI, irmã do dono do MORIAH, Senhor JOSUÉ ANDRADE DE GODOI com o Sr. LEONARD ANACLETO ROSA; e o outro sócio da PLURIMAGEM, é o Dr. CRISTIANO ROBERTO GUANDALINI, advogado do Sr. LEONARD ANACLETO ROSA, citado pela Polícia Federal, dono do MORIAH com JOSUÉ, e com o Sr. REGINALDO GIRAUD do IGATS, que possui um contrato com a Prefeitura Municipal de Sorocaba no valor inicial de R$. 4.988.328,96 para realizar serviços de radiografia na UPH Zona Oeste, UPH Zona Norte e PA Laranjeiras. Esse contrato teve sua tramitação pela Secretária de Licitações em 31/07/2017, tendo o contrato assinado em 30/08/2017, vigente até a presente data.
Antes da PLURIMAGEM assinar o contrato com a atual gestão municipal, quem prestava esses serviços de saúde era a empresa: C&M DIAGNÓSTICOS MÉDICOS TIETÊ LTDA, por meio de um contrato EMERGENCIAL assinado no final de janeiro de 2017, com validade de seis meses. A empresa C&M participou da licitação para continuar a realização da prestação de serviços com a prefeitura. Porém, foi classificada em segundo lugar no processo de licitação perdendo para a PLURIMAGEM MEDICINA DIAGNOSTICA, que está atuando nas UPHs de Sorocaba, PA Laranjeiras e na Santa Casa de Votorantim, que é administrada pelo INSTITUTO MORIAH. O contrato firmado pela Prefeitura Municipal de Sorocaba com a PLURIMAGEM foi assinado pelo sócio da referida empresa, o Dr. CRISTIANO ROBERTO GUANDALINI.
O senhor JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, além do INSTITUTO MORIAH e do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA LTDA, também é sócio proprietário do INSTITUTO DE MEDICINA DIAGNOSTICA ALVES MULLER LTDA, localizado em Votorantim-SP, na rua Antônio Bertoni, 60, com a sócia proprietária, a senhora KELLY CRISTINA MARIA DE GODOI, citada como sócia e (ex) responsável técnica da CLÍNICA SAÚDE DA FAMÍLIA.
Conclusão: O senhor REGINALDO DE OLIVEIRA GIRAUD, presidente do IGATS, que foi qualificado pela Prefeitura Municipal de Sorocaba para participar do certame de terceirização das creches municipais, por meio do decreto nº 24.117, de 02/10/2018 (45 dias atrás), é sócio do senhor LEONARD ANACLETO ROSA, e JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, no INSTITUTO MORIAH, que entregou envelope para a Prefeitura de Sorocaba neste mês, objetivando administrar as UPHs da Zona Oeste e Norte. O senhor. LEONARD e JOSUÉ também são sócios do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO. O senhor LEONARD ,interessado na terceirização da Saúde em Sorocaba por meio do MORIAH, e interessado na terceirização da Educação em Sorocaba por meio do IGATS, é citado pela Polícia Civil no caso da merenda, como o responsável pela campanha do candidato Crespo, e responsável em dizer que o prefeito eleito Crespo quer terceirizar tudo e que ele (LEONARD) não consegue assumir tudo. Os senhores LEONARD e JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, interessados na terceirização da saúde em Sorocaba por meio do INSTITUTO MORIAH, tem sua irmã, a senhora JULIANA ANDRADE DE GODOI como sócia da empresa PLURIMAGEM, que já presta serviços para as UPHs da Zona Norte e Oeste com contrato no valor aproximado de 5 milhões de reais. Também é dono da PLURIMAGEM, o Dr. CRISTIANO ROBERTO GUANDALINI, que é advogado do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO, de propriedade de LEONARD e JOSUE. O senhor JOSUÉ ANDRADE DE GODOI, além de ser presidente do INSITUTO MORIAH, e do LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO, (que não existe), também é proprietário do INSTITUTO DE MEDICINA DIAGNÓSTICA ALVES MULLER LTDA, com sua esposa a senhora. KELLY CRISTINA MARIA DE GODOI, sócia e (ex) responsável técnica pela CLÍNICA SAÚDE DA FAMÍLIA, localizada na rua Rodrigues Pacheco, 62, onde deveriam funcionar o INSTITUTO MORIAH e o LABORATÓRIO SÃO FRANCISCO.
Vale relembrar que o Vereador José Crespo citou o INSTITUTO MORIAH, em sessão na Câmara, em outubro de 2014, como “laranja” da quadrilha do PAÇO. “O problema do (INSTITUTO) MORIAH é que eles são “laranja” e participaram, atuaram como laranja de uma quadrilha instalada na secretaria Municipal de Saúde”, e continuou referindo-se ao MORIAH: “Aceitaram ordens superiores, mas percebendo irregularidades, e até crimes que estariam sendo cometidos, eles começaram a se municiar de documentos, eles têm um dossiê muito bom que poderá ser apresentado a qualquer momento”. E acrescentou: “Nós vamos até o fim, doa a quem doer”.

Publicidade